Oposições internas do CDS e do PSD movimentam-se

As oposições internas do PSD e do CDS têm-se movimentado nos últimos dias, preparando iniciativas um pouco por todo o país. A nova tendência interna do CDS vai lançar em debates em todo o país, enquanto no PSD um grupo vai reunir-se em Fátima para discutir a vida interna do partido.

No CDS, a tendência Esperança em Movimento conta com o alto patrocínio da Presidência da República, segundo avança o jornal Público e vai promover debates mensais temáticos em todas as regiões do país, juntando na primeira os ex-presidentes Adriano Moreira, José Ribeiro e Castro e Manuel Monteiro.

Esta tendência interna tem vários militantes oriundos do movimento liderado por Filipe Anacoreta Correia, mas também outros que entretanto se afastaram da liderança de Assunção Cristas. “Temos sido recebidos com grande adesão e com grande alegria”, diz Abel Matos Santos ao Público, dando conta de que a tendência está a recolher assinaturas para se oficializar dentro do partido, tal como os estatutos prevêem.

Já no PSD, um grupo de críticos com a liderança de Pedro Passos Coelho vai reunir-se no dia 13 de Março, em Fátima. O debate vai decorrer à mesa, num jantar “convocado” por Luis Rodrigues, que considera que “este é o momento certo para debater e pensar o presente e principalmente o futuro do PSD”.

“Estando o PSD na oposição, aproximando-se as eleições autárquicas, a que se seguirão eleições internas, que serão decisivas para os combates eleitorais fundamentais para o futuro de todos nós, entendo que não se pode adiar o debate interno onde cada um de nós pode e deve participar”, diz o militante social-democrata, que tem encabeçado ao longo dos anos listas para o Conselho Nacional.

Também ao jornal Público, Luis Rodrigues explica que enviou a carta aos principais dirigentes da Lista D do Conselho Nacional do PSD, mas que o convite é extensível a “quem partilhe as orientações que nortearam a construção da lista”.

Pedro Rodrigues, ex-presidente da JSD, fundou também recentemente um movimento de reflexão interno. Pedro Rodrigues foi candidato à distrital de Lisboa, contra a lista apoiada por Pedro Passos Coelho.

Descomplicador:

Os movimentos internos de oposição do PSD e do CDS estão a ficar activos no terreno. No CDS, o movimento Esperança em Movimento vai promover debates em todas as regiões, enquanto no PSD, um conjunto de militantes vai juntar-se em Fátima.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *