Carlos Moedas defende demissão de Dijsselbloem

O Comissário Europeu Carlos Moedas defende a demissão do líder do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, após as declarações, alegadamente, sobre os países do sul da Europa. À margem de uma conferência em Paris, Carlos Moedas defendeu que o holandês deve apresentar um pedido de demissão.

“São declarações inaceitáveis e sobretudo ao nível e da posição da pessoa e do cargo que tem”, disse Carlos Moedas aos jornalistas, acrescentando que estas são declarações “que são realmente más para a Europa e que dividem as pessoas”, acreditando que o papel do presidente do Eurogrupo é ter “opiniões construtivas e de união”.

Questionado sobre se estas declarações deviam provocar um pedido de demissão por parte de Dijsselbloem, Carlos Moedas disse que “não compete ao Comissário Europeu fazer esse tipo de declarações”, mas acrescentou que “as declarações são de tal ordem inaceitáveis que a pessoa devia tomar essa decisão”, reforçando que “como Comissário” não pode fazer um comentário deste género.

Dijsselbloem disse numa entrevista a um jornal holandês que “na crise do euro, os países do norte da zona euro mostraram-se solidários para com os países em crise. Como social-democrata, considero a solidariedade da maior importância. Porém, quem a exige também tem obrigações. Eu não posso gastar o meu dinheiro todo em aguardente e mulheres e pedir-lhe de seguida a sua ajuda”. Estas declarações levaram a uma revolta de vários responsáveis governativos e em Portugal, todos foram unânimes em pedir a demissão do líder do Eurogrupo.

Descomplicador:

O Comissário Europeu Carlos Moedas defendeu, à margem de uma conferência em Paris, a demissão do líder do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, salientando no entanto que “não cabe a um Comissário Europeu fazer comentários desta ordem”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *