Pedro Passos Coelho lança aviso no Conselho Nacional

O líder do Partido Social Democrata, Pedro Passos Coelho, subiu o tom no Conselho Nacional realizado ontem num ontem em Lisboa. O líder dos sociais-democratas diz que as autárquicas “são para ganhar” e que não admite “piadas” e “provocações” sobre este tema, em resposta a um crítico que pediu a palavra na reunião realizada ontem.

Luis Rodrigues, ex-presidente da distrital de Setúbal, tem sido um dos maiores críticos no Conselho Nacional, órgão para o qual apresentou uma lista no último congresso, e neste encontro pediu mais empenho a Pedro Passos Coelho, explicando até que “são 308 concelhos, como faltam seis meses para as autárquicas, se for a dois por dia, faz o país todo”.

Quem não gostou da provocação foi o próprio líder do PSD que disse na sua intervenção, não admitir “piadas” e “provocações” e dizendo que tem visitado vários municípios pelo país. Na intervenção de abertura, aberta ao público pela primeira vez desde 2014, Passos Coelho manteve que “as autárquicas são para ganhar”, com o partido a querer conquistar a liderança da Associação Nacional de Municípios e da Associação Nacional de Freguesias.

Sobre Lisboa, Miguel Pinto Luz, presidente da distrital, tomou da palavra, para explicar que “o convite foi endereçado apenas a uma pessoa, Teresa Leal Coelho, a quem expresso um profundo agradecimento. Teresa Leal Coelho é a candidata com que vamos reconquistar a câmara municipal de Lisboa, e conta com um concelho e distrito mobilizado à volta da sua candidatura”.

Já a candidata falou no final, mostrando-se entusiasmada com a candidatura e garantindo que o PSD tem “um bom projecto para Lisboa” e que dentro de alguns meses será “presidente da Câmara Municipal de Lisboa”. Teresa Leal Coelho chegou atrasada ao Conselho Nacional por ter estado a presidir à Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral Depósitos, que durou até altas horas.

Descomplicador:

Pedro Passos Coelho subiu o tom ontem no Conselho Nacional do PSD, depois de ter ouvido algumas críticas por parte de Luis Rodrigues, ex-presidente da distrital de Setúbal. O líder dos sociais-democratas disse não admitir “piadas” e “provocações” e manteve o discurso de que as autárquicas “são para ganhar”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *