PCP aborda saída do euro em Jornadas Parlamentares

O Partido Comunista Português vai insistir com a questão da saída de Portugal do Euro nas Jornadas Parlamentares que promove hoje e amanhã em Coimbra. No congresso dos comunistas este tinha sido já um tema colocado no topo das prioridades da discussão do partido.

“Julgo que para o povo português vai ser cada vez mais claro os prejuízos que nos sofremos com o Euro, com as suas regras e os seus critérios, que servindo os interesses dos países mais poderosos, fazem-no prejudicando países como Portugal”, disse o líder parlamentar do PCP, João Oliveira, à TSF.

O tema das jornadas é “Produção, Emprego, Soberania. Libertar Portugal da submissão ao Euro” e Jerónimo de Sousa referiu na sua intervenção de abertura que “Portugal precisa de afirmar a sua soberania e resistir ao rolo compressor da União Europeia e do euro, defender o seu mercado interno e a sua produção nacional, não para fechar Portugal ao mundo, mas para desenvolver relações comerciais e de cooperação mutuamente vantajosas”.

As Jornadas Parlamentares do PCP decorrem até amanhã em Coimbra e dão assim o tiro de partida para uma campanha nacional que o Partido Comunista quer fazer para defender a saída do país da Zona Euro.

Descomplicador:

O PCP defende nas Jornadas Parlamentares, que decorrem hoje e amanhã em Coimbra, a saída de Portugal do euro. João Oliveira, líder parlamentar e Jerónimo de Sousa, secretário-geral do partido, foram os primeiros a dar o mote para o debate.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *