PCP quer referendo à regionalização

O Partido Comunista Português vai dar inicio a um processo de promoção de um referendo para a regionalização. A iniciativa foi anunciada nas jornadas parlamentares, que decorreram em Coimbra.

Dialogar com outros grupos parlamentares, dialogar com as Assembleias Municipais, tudo com o objectivo de lançar o referendo para decidir a regionalização do país durante o ano de 2019, durante o primeiro trimestre. A ideia dos comunistas é entre Abril e Junho de 2019 eleger logo os primeiros órgãos administrativos.

A proposta do PCP quer eleger os primeiros órgãos logo em 2019 e a partir de 2021 fazer eleger as direcções regionais juntamente com os órgãos autárquicos. O primeiro passo do PCP é avaliar a disponibilidade dos outros grupos parlamentares, “com vista a obter os consensos políticos que a possam tornar realidade”.

Os comunistas concebem que a regionalização seja feita mediante o mapa de 1998 ou seguindo a divisão das CCDR’s. Esta foi uma das iniciativas parlamentares anunciadas pelo líder da bancada, João Oliveira, nas jornadas que decorreram ontem e hoje.

Descomplicador:

O PCP quer avançar com um referendo à regionalização. Os comunistas vão avançar com contactos para fazer o referendo em 2019, querendo eleger os primeiros órgãos logo nesse mesmo ano.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *