Este fim de semana, fala-se de abstenção no São Jorge

Todas as noites eleitorais se fala dos números preocupantes da abstenção em Portugal, mas já pensaste em prolongar esse debate e perceber as razões que levam os portugueses a não sair de casa em dia de ir às urnas? Pois é, esquece o Kendrick Lamar, a Beyoncé ou os Radiohead, pelo menos até ao verão: no Festival Política, que vai decorrer nos dias 21 e 22 de abril no Cinema São Jorge, em Lisboa, os cabeças de cartaz vão ser os cidadãos que ali aparecerem para falar de um dos temas mais importantes – e muitas vezes, dos mais ignorados – da democracia e da participação cívica.

Créditos: Festival Política

A ideia, explica ao Panorama Rui Oliveira Marques, co-organizador do festival, foi inspirada por festivais políticos que já existem noutros países, também ali organizados por “pessoas da sociedade civil, sem qualquer partido, associação ou lóbi por detrás”. “Pelas suas características, achamos que seria pertinente realizá-lo antes do 25 de Abril, que costuma ser uma época em que se reflecte sobre o funcionamento, as virtudes e os problemas do nosso sistema político”, explica.

É por isso que durante estes dois dias se vai realizar um conjunto das mais variadas atividades, desde debates frente a frente com políticos portugueses à visualização de filmes, workshops, atividades artísticas ou até dedicadas aos mais novos. “O speed dating com deputados é uma das actividades que tem despertado mais atenção”, detalha o organizador. “Durante cinco minutos, os participantes inscritos poderão conversar com cada um dos sete deputados. Vão participar os deputados Sérgio Azevedo (PSD), Rita Rato (PCP), Heloísa Apolónia (PEV), Mariana Mortágua (Bloco de Esquerda), André Silva (PAN), Isabel Moreira (PS) e Ana Rita Bessa (CDS-PP). Estão já inscritas pessoas dos 17 aos 77 anos. Ainda há lugares livres”.

Mas os organizadores não querem ficar por aqui: para além das atividades previstas para o festival, criaram também “a primeira campanha de publicidade contra a abstenção com origem na sociedade civil”, que circula agora nas redes sociais e na RTP e que podes ver aqui, assim como o jornal do festival, com uma tiragem de 5 mil exemplares e dedicado à abstenção.

Com o objetivo de passar das palavras aos atos, a celebração da primeira edição deste festival compromete-se com o esforço de “contribuir para aumentar a participação eleitoral em Portugal” enquanto se testemunha uma “apatia cívica e consequente debilidade democrática” que Rui Oliveira Marques sublinha estar a atingir “níveis históricos”: “Por isso, pretendemos recolher ideias úteis para combater a abstenção, tendo em vista reuni-las num documento para enviar a todos os partidos políticos portugueses. Este será o legado do festival”.

Se ficaste interessado em participar nesta primeira edição do festival, fica a saber que podes entrar gratuitamente e que a maior parte das atividades é de entrada livre, à exceção de sessões como a “Cara a Cara com os deputados”, em que o número de participantes é limitado a 12 pessoas por deputado. Podes inscrever-te enviando um email para festivalpolitica@gmail.com. Consulta todos os detalhes da programação aqui.

Descomplicador:

Nesta sexta-feira e sábado, no Cinema São Jorge, o Festival Política vai encarregar-se de discutir o tema da abstenção e colocar os participantes frente a frente com representantes de todas as bancadas parlamentares portuguesas.

 

 

Publicado por: Mariana Lima Cunha

21 anos, natural de Oeiras. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós-graduada em Comunicação e Marketing Político pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Jornalista online do Expresso

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *