Macron com Governo para agradar a todos os sectores

A pouco e pouco está a ser conhecido o governo de Emmanuel Macron, cujo Primeiro-Ministro é Edouard Philippe, e que terá paridade total, com 11 homens e 11 mulheres a integrarem o executivo francês. O governo está, segundo a análise da imprensa francesa, a ser construído para agradar ao “centrão”.

Apesar da paridade total, nenhuma mulher integra os ministros de Estado, bem como as pastas consideradas mais relevantes. A economia vai ser entregue a Bruno Le Maire, republicano que se prontificou após as eleições a colaborar com Macron. Já a Europa e os Negócios Estrangeiros ficam a cargo de Jean-Yves Le Drian, que transita da pasta da Defesa do governo socialista.

O líder do partido MoDem (centro), François Bayrou, vai assumir a pasta da Justiça. regressando assim ao executivo com 66 anos, depois de ter passado pelos governos de François Miterrand e de Jacques Chirac, onde foi Ministro da Educação.

Outro dos ministros mais relevantes é também o mais velho do executivo. Com 69 anos, Gérard Collomb vai assumir a pasta do Interior, tendo sido um dos primeiros assumir o apoio a Emmanuel Macron. Para as finanças foi convidado um dos mais jovens: Gérald Darmanin, com apenas 35 anos, foi director de campanha de Sarkozy nas primárias e assume agora o Ministério da Acção e das Contas Públicas.

Descomplicador:

Emmanuel Macron está a construir o seu governo, para o qual convidou Edouard Phillipe para liderar. Segundo a imprensa francesa, o executivo está a ser “montado” para agradar a todos os sectores políticos.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *