Conselho Nacional do CDS aprova 37 coligações

Decorreu ontem à noite o Conselho Nacional do CDS, que aprovou 37 coligações pré-eleitorais para as autárquicas de 1 de Outubro. O encontro aprovou ainda as contas do partido e foi palco para ligeiras contestações à estratégia de Assunção Cristas.

“Há 37 coligações aprovadas, há uma notícia do nosso coordenador autárquico de que o CDS está muito à frente do que estava há quatro anos em número de candidaturas global. Neste momento não faltam fechar muitas candidaturas, o CDS apresentará candidaturas a mais concelhos do que fez há quatro anos”, disse Telmo Correia, presidente do Conselho Nacional, à Agência Lusa, no rescaldo de mais uma reunião.

Das 37 coligações aprovadas, 27 são lideradas pelo CDS-PP, 14 das quais com MPT e PPM: Lisboa, Ílhavo, Freixo de Espada à Cinta, Oliveira do Hospital, Évora, Mourão, Albufeira, Lagoa, Celorico da Beira, Guarda, Mafra, Monforte, Nazaré e Ribeira de Pena, tendo sido ainda aprovadas duas coligações em que o CDS lidera em aliança com o PSD, Constância e Alcochete, e dez em que o PSD lidera: Vila Nova de Famalicão, Vizela, Cascais, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras, Valongo, Ourém, Montijo, Palmela e Braga (que inclui também o PPM).

Ainda neste Conselho Nacional, Filipe Lobo D’Ávila, que em congresso apresentou uma lista dissonante da da direcção de Assunção Cristas, fez uma intervenção onde lembrou a líder do partido que não pode esquecer o país apesar de liderar uma candidatura autárquica na capital.

Descomplicador:

O Conselho Nacional do CDS aprovou ontem 37 coligações autárquicas, com o presidente deste órgão a fazer um balanço mais positivo do que o cenário de há quatro anos atrás. Filipe Lobo D’Ávila lembrou Assunção Cristas que não pode esquecer o resto do país nestas eleições, apesar de encabeçar uma candidatura em Lisboa.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *