Temer chama Forças Armadas para “garantir a lei e a ordem”

Os ânimos estão a aquecer no Brasil. O presidente brasileiro, Michel Temer, convocou as Forças Armadas para “garantira a lei e a ordem” nas ruas. Várias manifestações, incêndios e pilhagens a ministérios têm marcado os últimos dias.

Alguns edifícios onde se localizam ministérios em Brasilia foram incendiados e pilhados, obrigando as forças de segurança a responder com balas de borracha e bombas de gás. Na sequência de protestos contra a liderança de Michel Temer, as manifestações começaram a “aquecer”, levando vários protestos pacíficos a acabarem em actos de violência.

Os principais ministérios afectados pelos incêndios e pilhagens foram os das Minas e Energia, dos Transportes, da Agricultura, do Meio Ambiente, da Cultura e do Planeamento. Com todos estes confrontos, a administração brasileira deu ordem de evacuação a todos os edifícios localizados na Esplanada dos Ministérios.

O Ministro da Defesa, Raul Jungmann, anunciou entretanto que Michel Temer convocou as Forças Armadas para “garantir a lei e a ordem” e acrescentou que o presidente brasileiro “não permitirá que actos como este venham a desestabilizar um processo que se desenvolve de forma democrática e com respeito às instituições”.

Apesar dos confrontos, não existem feridos graves a registar, apenas vários feridos ligeiros.

Descomplicador:

O Brasil está novamente debaixo de grandes manifestações. Desta vez o visado é Michel Temer, o alvo de vários protestos que acabaram por resultar em confrontos com as autoridades e que levaram Temer a convocar as Forças Armadas para “garantir a lei e a ordem”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *