Ex-candidato norte-americano considera Putin mais perigoso do que o Daesh

O ex-candidato presidencial dos Estados Unidos da América, John McCain, disse recentemente que “o Estado Islâmico pode fazer coisas horríveis”, mas que “Vladimir Putin continua a ser a primeira e mais importante ameaça para os EUA”. Em causa, a tentativa da Rússia de adulterar e intervir nas eleições norte-americanas.

 

“Foram os russos que tentaram destruir as bases da democracia e alterar o resultado de umas eleições americanas”, disse John McCain, considerando assim que Vladimir Putin surge acima do Estado Islâmico no que toca a ameaças aos Estados Unidos da América.

O candidato derrotado para Barack Obama em 2008 tem sido um dos principais críticos de Vladimir Putin, dizendo ainda que apesar de não ter visto provas de que “tiveram sucesso, eles tentaram e ainda estão a tentar influenciar eleições”.

O também senador do Arizona criticou ainda Donald Trump no que toca à resposta dada ao presidente russo. “Não fizemos nada desde as eleições de Novembro para responder à tentativa de Vladimir Putin para influenciar as nossas eleições. Por isso, bem jogado, Vladimir! Ainda não reagimos de maneira nenhuma”, disse McCain para encerrar.

Descomplicador:

O ex-candidato presidencial John McCain criticou a actuação de Donald Trump na reacção à tentativa de intrusão da Rússia nas eleições dos Estados Unidos da América, considerando o presidente russo mais perigoso do que o Estado Islâmico.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *