Bloco pede a António Costa para reconsiderar nome do chefe das secretas

O Bloco de Esquerda pediu ao governo liderado por António Costa para reconsiderar o nome que vai liderar as secretas portuguesas. O pedido surgiu depois de terem surgido dúvidas quando ao papel de José Júlio Pereira Gomes em Timor.

“O Governo deve reconsiderar a escolha. Aguardamos que o Governo diga alguma coisa sobre esta matéria”, disse Catarina Martins quando foi questionada pelos jornalistas sobre este tema que está a gerar desconforto nos parceiros parlamentares do Partido Socialista.

A líder do Bloco de Esquerda acrescentou ainda que “é sabido que quando Pereira Gomes chefiava a missão em Timor houve vários episódios bastante complicados”, recordando que dentro do Bloco de Esquerda vários activistas acompanharam a situação de perto.

A polémica veio a publico quando a eurodeputada Ana Gomes e o jornalista do Público, Luciano Alvarez, recordaram alguns episódios protagonizados por Pereira Gomes em Timor-Leste no ano de 1999. Ana Gomes disse mesmo ter “dúvidas de que o embaixador Pereira Gomes tenha capacidade para aguentar situações de grande pressão”.

Descomplicador:

A líder do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, pediu ao executivo liderado por António Costa que reveja o nome para liderar as secretas portuguesas, após a polémica com Pereira Gomes, sobre a sua acção em Timor-Leste em 1999.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *