Ex-presidente do CCB dividido entre Lisboa e Sintra

O ex-presidente do Centro Cultural de Belém e dos Parques de Sintra, António Lamas, está dividido entre Sintra e Lisboa nestas eleições autárquicas. O gestor apoia Marco Almeida em Sintra e Assunção Cristas em Lisboa, mas garante que o seu “coração não está dividido”.

Ao Diário de Noticias, António Lamas esclarece que “Lisboa e Sintra sempre couberam no seu coração, que não está dividido, como nunca esteve”. Lamas é presidente da Comissão de Honra de Marco Almeida em Sintra e apoiante de Assunção Cristas em Lisboa.

Apesar de votar em Lisboa, António Lamas passou uma grande parte da sua vida profissional em Sintra e considera que Marco Almeida “é um homem muito sério, que conhece bem Sintra e os sintrenses e vai saber valorizar todo o património cultural e paisagístico do concelho”.

Em 2013, Marco Almeida concorreu como independente após o PSD ter-se recusado a apoiá-lo. Este ano, os sociais-democratas vão já apoiar o candidato sintrense, que ficou a poucos votos de derrotar Basílio Horta, mesmo sem o apoio de partidos, há quatro anos atrás.

Em Lisboa, António Lamas deu a cara por Assunção Cristas desde cedo, tendo até participado em iniciativas de campanha ligadas à cultura e ao património.

Descomplicador:

António Lamas lidera a Comissão de Honra de Marco Almeida em Sintra e apoia Assunção Cristas em Lisboa. Apesar do apoio duplo, Lamas diz ao DN que o seu “coração não está dividido” e que apesar de votar em Lisboa, passou grande parte da vida profissional em Sintra.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *