Ex-vereador do Porto diz que Pizarro e Moreira protagonizam “divórcio por conveniência”

O ex-vereador da Câmara Municipal do Porto pela CDU, Rui Sá, disse hoje que a relação entre Manuel Pizarro, candidato do PS e Rui Moreira, actual presidente e candidato independente é um “divórcio por conveniência”, em artigo publicado no Jornal de Noticias.

“Rui Moreira e Pizarro vivem esta originalidade. Procurando manter a “elevação”, ambos juram amor eterno em privado, atribuindo publicamente a terceiros a razão do divórcio”, diz Rui Sá, no artigo publicado hoje no JN, onde acrescenta que “Moreira, salvaguardando Pizarro, culpa o “PS de Lisboa” e Pizarro, desculpando Moreira, culpa a “comissão política” deste”.

O ex-vereador da Câmara do Porto critica a actuação do Partido Socialista local no que toca ao caso Selminho, que envolve a família de Rui Moreira e a autarquia portuense, para acusar o vereador socialista e o actual presidente deste “divórcio por conveniência”.

Rui Sá termina ainda o artigo de opinião ao garantir que os membros das juntas de freguesia do PS que anunciaram há semanas atrás que saíram dos executivos autárquicos, ainda se mantêm nos seus lugares, “caucionando as respetivas políticas”, diz o engenheiro, ex-autarca.

Descomplicador:

O ex-vereador da Câmara do Porto, Rui Sá, acusa hoje em artigo publicado no Jornal de Noticias, Manuel Pizarro e Rui Moreira de protagonizarem um “divórcio por conveniência”, ao acusarem terceiros pela separação entre o PS e o movimento liderado pelo actual presidente da autarquia.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *