PS renegoceia dívida e alivia contas do partido

O Partido Socialista renegociou a sua dívida com a banca e com outros credores, conseguindo assim pôr fim ao défice que tinha há quatro anos e reduzindo substancialmente o passivo das contas. O PS conseguiu em 2016 um saldo positivo de 250 mil euros, algo que não acontecia desde o ano de 2012.

Em 2015, o PS tinha acumulado mais de um milhão de euros de prejuízos, conseguindo num ano inverter essa tendência para apresentar lucro. A par disso, os socialistas conseguiram também reduzir o passivo do partido num milhão de euros, cifrando-se agora em pouco mais de 20 milhões.

A informação foi avançada pelo jornal Público, que adianta ainda que a grande fatia das receitas é originária de subvenções estatais, perto de cinco milhões de euros e de heranças, doações e legados, que representam mais de 400 mil euros.

Ainda segundo o responsável financeiro do partido, Luis Patrão, o Partido Socialista liquidou já o empréstimo relativo às legislativas (920 mil euros) e às eleições regionais dos Açores (310 mil euros), tendo renegociado as dívidas com os grandes credores, procurando ainda “não fazer nova dívida”, uma garantia deixada por Luis Patrão.

Descomplicador:

O Partido Socialista conseguiu pela primeira vez em quatro anos apresentar um lucro de 250 mil euros, tendo ainda reduzido o passivo num milhão de euros. Actualmente o PS procura renegociar as dívidas com os grandes credores e liquidar as pequenas dividas.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *