Santana Lopes prudente na aposta da Santa Casa no Montepio

O provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Pedro Santana Lopes, diz não ter a ambição de ser banqueiro e garante que a Santa Casa só entrará no negócio do Montepio caso não corra riscos. Para já, Santana garante que a Santa Casa está apenas a estudar o dossier.

Em entrevista ao Jornal da Noite, na SIC, Pedro Santana Lopes falou pela primeira vez sobre o pedido do executivo e do Banco de Portugal para que a Santa Casa de Lisboa entrasse no capital do banco Montepio, libertando assim a associação mutualista. Santana garante à partida que a Santa Casa só entra no negócio se “o risco estiver bem medido. Se for considerado pesado e intolerável a Santa Casa não entra”.

Santana Lopes disse ainda não ter o sonho de ser banqueiro e que não aceitará pressões para decidir sobre o processo, avançando ainda que caso seja pressionado a tomar uma decisão contrária à sua opinião, pedirá a demissão do cargo. O líder da Santa Casa elogiou no entanto a actuação de todos os agentes políticos e de regulação até ao momento.

“O interesse nacional tem de implicar que a Santa Casa não está em risco”, diz Santana Lopes, que considera ainda que os resultados operacionais da Santa Casa de Lisboa são uma das maiores conquistas do seu mandato e que não quer deitar tudo a perder.

Descomplicador:

Pedro Santana Lopes garante não ter a ambição de ser banqueiro e diz que a Santa Casa só entrará no negócio do Montepio caso não tenha riscos para a organização. O provedor mostra-se orgulhoso pelos resultados da Santa Casa e não quer deitar tudo a perder.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *