As caras da tragédia de Pedrógão Grande

O incêndio de Pedrógão Grande vitimou até ao momento 64 pessoas e fez ainda 157 feridos. Esta que foi apelidada como a “maior tragédia do Portugal democrático” por Marcelo Rebelo de Sousa, tem captado toda a atenção por parte dos governantes responsáveis pelas áreas envolvidas. O Panorama apresenta-te os protagonistas politicos dos últimos dias.

Secretário de Estado da Administração Interna

Jorge Gomes

Alteramos a ordem hierárquica para apresentar em primeiro lugar a cara mais conhecida dos últimos dias. O Secretário de Estado com a tutela da Protecção Civil tem sido a cara mais vista do executivo, ao estar nas zonas afectadas desde a primeira hora e sendo muita das vezes o porta-voz das más noticias. Natural de Bragança, com 54 anos, Jorge Gomes teve também uma casa consumida pelas chamas há várias anos atrás.

Ex-presidente da distrital de Bragança do Partido Socialista e ex-Governador Cívil, ascendeu a Secretário de Estado no governo de António Costa, sendo o cargo politico mais elevado que desempenhou até ao momento. Frequentou a Escola Industrial e antes de ingressar na vida política criou uma empresa de informática que actuava sobretudo na região de Bragança. Quando aceitou integrar o executivo, Jorge Gomes deixou o cargo no Secretariado Nacional do PS para se dedicar exclusivamente ao papel de Secretário de Estado.

Presidente da República

Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República é uma personalidade inconfundível. Esteve desde a primeira hora na zona de Pedrógão Grande, decretando no dia seguinte os três dias de luto nacional no Palácio de Belém, numa comunicação dirigida ao país, para logo depois voltar às zonas afectadas. Marcelo Rebelo de Sousa tem apelado à união nacional e ao entendimento político, remetendo o apuramento de responsabilidades para uma fase seguinte.

Primeiro-Ministro

António Costa

O Primeiro-Ministro também dispensa apresentações. António Costa também se deslocou a Pedrógão Grande poucas horas depois de serem conhecidas as primeiras vítimas mortais, tendo estado a desempenhar um papel de coordenação das várias áreas governamentais envolvidas (Administração Interna, Agricultura, Planeamento e Segurança Social).

Ministra da Administração Interna

Constança Urbano de Sousa

Tem sido um dos nomes mais contestados do executivo. Depois das polémicas com as forças de segurança, agora Constança Urbano de Sousa foi já alvo de pedidos de demissão devido à tragédia de Pedrógão. Para já a questão não está em cima de mesa, até porque vários responsáveis políticos têm pedido consenso politico neste momento de assistência às vítimas.

Actualmente com 50 anos, Constança Urbano de Sousa é doutorada em Direito Europeu pela Universidade de Sarre, na Alemanha. Antes de ingressar no Governo foi professora na Universidade Autónoma de Lisboa e no Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna.

Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural

Luis Capoulas Santos

Embora num plano mais resguardado, Capoulas Santos tem estado também presente nas zonas afectadas e parte do apuramento de responsabilidades e da prevenção que será feita a partir de agora passará pelo seu ministério. Juntamente com o Secretário de Estado das Florestas, Capoulas Santos é o responsável politico pela gestão das florestas nacionais.

Luis Capoulas Santos é um dos mais veteranos membros deste executivo, tendo sido deputado, Secretário de Estado, e Ministro da Agricultura, entre 1998 e 2002, antes de ter sido eleito deputado ao Parlamento Europeu. Em 2015 assumiu novamente a pasta da agricultura no Governo de António Costa.

Ministro do Planeamento

Pedro Marques

O Ministro do Planeamento surgiu com António Costa e Constança Urbano de Sousa na primeira comitiva que chegou a Pedrógão Grande. Responsável pela gestão dos fundos comunitários e pela gestão das obras públicas, Pedro Marques é assim um activo importante para o pós-catástrofe e é nesse sentido que foi chamado para estar presente desde a primeira hora.

Pedro Marques é mestre em Economia, foi vereador na Câmara do Montijo, deputado e vice-presidente do grupo parlamentar do PS. Foi Secretário de Estado da Segurança Social nos executivos liderados por José Sócrates.

Descomplicador:

Jorge Gomes, Marcelo Rebelo de Sousa, António Costa, Constança Urbano de Sousa, Capoulas Santos e Pedro Marques, têm sido alguns dos rostos politicos que têm enfrentado a catástrofe de Pedrógão Grande.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *