Manuel Valls deixa Partido Socialista francês

O ex-Primeiro-Ministro francês, Manuel Valls, anunciou a sua saída do Partido Socialista, depois de já ter sido candidato do novo partido liderado por Emanuel Macron, República Em Marcha. Antes de se juntar a este novo partido, Valls tentou ser o candidato presidencial pelo PS, mas saiu derrotado nas primárias.

“Por coerência quero estar no centro desta maioria (liderada por Macron). Acaba-se uma parte da minha vida política”, disse Manuel Valls, aos microfones da RTL, assumindo assim o “virar de página” na sua vida política, depois de 37 anos de militância no Partido Socialista francês.

Manuel Valls foi Primeiro-Ministro de França pelo Partido Socialista, sob a presidência de François Hollande e tinha pedido a sua demissão do cargo no final de 2016, para se candidatar às primárias do PS que acabaram por escolher Benoit Hammon como o candidato socialista.

Entretanto, nas eleições legislativas, Manuel Valls apresentou-se como candidato pela República Em Marcha, pelo circulo de Evry, nos arredores de Paris, tendo sido eleito deputado pelo partido criado à volta do movimento vencedor de Emanuel Macron.

Descomplicador:

Manuel Valls, ex-Primeiro-Ministro francês, anunciou que deixou o PS para se aproximar do República Em Marcha, o partido criado por Emanuel Macron e que conquistou maioria absoluta em França.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *