Partidos estimam gastar 35 milhões nas autárquicas

Os partidos tiveram já que apresentar junto do Tribunal Constitucional os orçamentos para a campanha autárquica que termina com as eleições de 1 de Outubro. Ao todo, os partidos concorrentes estimam gastar 35 milhões de euros, com o PS a liderar o pelotão.

O Partido Socialista ocupa quase 50% deste “bolo”, com um orçamento de 14,7 milhões de euros, o que mesmo assim representa um corte superior a 20%, tal como a maioria dos partidos candidatos. A candidatura de Manuel Pizarro, no Porto, lidera o orçamento, com 360 mil euros disponíveis para a campanha.

O Partido Social Democrata segue em segundo, com um orçamento total de 4,9 milhões de euros, um valor que sobe para os 8,8 milhões com as coligações que integra. Lisboa, com Teresa Leal Coelho à cabeça, estima gastar 179 mil euros, enquanto Álvaro Almeida, no Porto, tem previsto gastar 350 mil euros.

Os orçamentos disponibilizados dizem respeito a candidaturas individuais, sendo que as candidaturas em coligação obrigam também os partidos que as integram a esforços financeiros. Ainda assim, a maioria dos partidos cortou o orçamento para este ano, à excepção do Bloco de Esquerda, por se candidatar a mais municípios.

O orçamento por município é também uma métrica para analisar quais as maiores apostas dos partidos para estas eleições autárquicas. Para o PS a aposta maior é Porto, Gaia e Lisboa (esta última com “apenas” 250 mil euros). No PSD as apostas são Lisboa, Cascais e Sintra, enquanto o Bloco de Esquerda aposta em Lisboa, Porto e Seixal. O CDS mantém a aposta em Ponte de Lima, Albergaria-a-Velha e Vale Cambra. De referir que no caso do CDS, a candidatura a Lisboa é em coligação.

Os orçamentos das coligações foram disponibilizados ontem pelo Tribunal Constitucional.

Descomplicador:

Os partidos estimam gastar ao todo 35 milhões de euros nas eleições autárquicas. Ainda assim a maioria dos partidos cortaram o orçamento face a 2013. Os orçamentos são também uma métrica para aferir a aposta dos partidos em determinados concelhos.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *