Eleições em Angola: eleitores têm que se deslocar mais de 1000kms

Vários eleitores angolanos foram colocados a votar a mais de 1000kms das suas residências, segundo os primeiros dados difundidos pela Comissão Nacional de Eleições. A CNE no entanto já veio desvalorizar os casos, admitindo que os erros são normais.

(Ilegalidade denunciada por Luaty Beirão)

As eleições em Angola estão agendadas para 23 de Agosto e o acto eleitoral vai determinar a saída de José Eduardo dos Santos do poder. Ainda assim, várias têm sido as criticas, entre elas a de Luaty Beirão, que já acusaram o MPLA de fraude eleitoral.

Na Quinta-Feira, vários cidadãos queixaram-se à Agência Lusa de que foram colocados a votar em assembleias localizadas a mais de 1000kms das suas áreas de residência, algo que pode estar relacionado com a falta de toponímia no país.

“Nós temos um grande problema: não temos toponímia nas ruas. [Em muitos casos] não há numero nas residências, não há absolutamente nada. E a pessoa depois pede para ver o endereço no bilhete de identidade. E esse endereço, muitas vezes, já era o da província [de onde saiu]”, disse à Lusa o porta-voz da CNE, João Ferreira.

Ainda assim, a Comissão Nacional de Eleições actualizou as zonas de residência dos cidadãos antes deste acto eleitoral. Angola vai contar com 12.512 assembleias de voto, que incluem 25.873 mesas de voto, estando 9.317.294 eleitores em condições de votar.

Descomplicador:

Vários eleitores angolanos queixam-se de que foram colocados a votar em assembleias de voto a mais de 1000kms da área de residência. A Comissão Nacional de Eleições diz que a falta de toponímia no país dificulta o processo.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *