Pizarro já garantiu que não fará acordo com Moreira em caso de derrota

Depois de no debate entre os candidatos à Câmara do Porto o assunto não ter ficado muito claro, hoje, Manuel Pizarro esclareceu ao Público que o “PS não assumirá funções executivas” em caso de derrota nas eleições autárquicas.

“Nós não participaremos na governação da cidade se não sairmos vencedores das eleições. Não participaremos em funções executivas na cidade se não sairmos vencedores das eleições”, disse o candidato do Partido Socialista ao Público, quando foi desafiado a comentar os moldes de uma futura coligação.

No debate que decorreu sem a presença de Rui Moreira, Pizarro tinha sido evasivo na resposta, tendo dito até que “a coligação resultou bem em 2013”, acrescentando no entanto que “é evidente que a forma como Rui Moreira rompeu o acordo condiciona o futuro. Não será possível haver no um acordo de governação da cidade como aquele que vigorou no mandato anterior”.

Para Manuel Pizarro, “2017 não é 2013, desse ponto de vista. Coisa diferente que eu também quero deixar clara é que o PS nunca se colocará na posição de um partido de obstrução”, adiantando assim que poderá estar disponível para acordos pontuais.

Descomplicador:

Manuel Pizarro esclareceu, em declarações ao Público, que o “PS não assumirá funções executivas” em caso de derrota nas eleições autárquicas, clarificando assim a resposta evasiva dada no debate televisivo.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *