Madrid quer controlar finanças de Barcelona

O governo espanhol publicou uma ordem legal que permite ao Ministro das Finanças controlar todos os fundos da região de Barcelona, por forma a evitar assim o desvio de dinheiro para iniciativas independentistas, a começar pelo referendo de dia 1 de Outubro.

Esta tomada de posição foi oficializada através da publicação da ordem no Boletim Oficial do Estado de Espanha, e a Generalitat, o governo regional catalão tem agora 48h para aprovar um acordo de indisponibilidade orçamental na área da educação, serviços sociais e saúde.

O Ministro das Finanças espanhol, Cristóbal Montoros, vai explicar todo o procedimento ao Congresso dos Deputados, durante a próxima semana, mas que está relacionado com as iniciativas separatistas da região de Barcelona.

O Boletim Oficial do Estado informa ainda que esta medida estará em vigor “enquanto não terminar a situação de risco que coloque em causa o interesse geral da Comunidades Autónoma da Catalunha”. Esta medida foi implementada depois de na semana passada, o vice-presidente da Generalitat ter informado o executivo espanhol de que deixariam de prestar contas semanais ao governo central.

Descomplicador:

O governo central espanhol publicou uma ordem legal que obriga o governo da Catalunha a dar conta de todas as despesas, ou caso contrário será o Ministro da Finanças espanhol a autorizar ou não esses gastos. Esta medida visa impedir despesas relacionadas com a independência da Catalunha.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *