PSD pondera pedir alteração da lei da imigração

O Partido Social Democrata está a ponderar pedir um conjunto de alterações à lei da imigração, que criticou inicialmente na Festa do Pontal e que à qual o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras também apontou algumas reservas.

Pedro Passos Coelho disse que os sociais-democratas estão a estudar algumas alterações para apresentarem na Assembleia da República, por forma a torna-la “menos arriscada” para o país. O que o PSD critica mais é a possibilidade de uma promessa de emprego servir para garantir a entrada no país.

O Diário de Noticias deu conta de que o número de pedidos de residência disparou com a entrada do novo diploma. O SEF regista um aumento de 1300% nos pedidos de autorização, sendo a maioria com base em promessas de trabalho.

“Eu chamei a atenção para os riscos que estas alterações introduzidas nas leis da imigração podiam trazer para o país em termos de segurança”, disse Pedro Passos Coelho, acrescentando que “não deixaremos na Assembleia da República de ponderar a possibilidade de solicitar a alteração legislativa de modo a poder tornar menos arriscada a posição do país sem com isso o transformar – como já não era – um país fechado”.

Descomplicador:

Pedro Passos Coelho disse hoje em Arcos de Valdevez que o PSD está a ponderar fazer alterações à lei da imigração na Assembleia da República, devido ao elevado número de pedidos que têm dado entrada com base em promessas de emprego.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *