Manuel Pizarro agradece (com enorme elogio) apoio de Azeredo Lopes

O Ministro da Defesa e ex-chefe de gabinete de Rui Moreira, Azeredo Lopes, anunciou recentemente o seu apoio à candidatura de Manuel Pizarro à Câmara do Porto, alegando “não ser um cata-vento politico”.

“Acredito que Manuel Pizarro [cabeça de lista do PS à autarquia portuenses] é um homem que sempre foi leal ao Porto. É um homem leal. Daí estar aqui hoje de forma solidária, à civil, a manifestar o meu apoio”, disse o actual Ministro da Defesa, acrescentando que, “seguramente que alguma coisa mudou. Não sou um cata-vento. Naturalmente que mudou. Acredito que hoje, em 2017, este é o projecto de que o Porto precisa”.

Hoje, Manuel Pizarro agradeceu esse apoio, num texto publicado na sua página do Facebook, onde deixa fortes elogios e esclarece que, “ele era o chefe de gabinete do presidente da Câmara Municipal do Porto e, como tal, o principal responsável pela articulação quotidiana do acordo político portuense. Ganhei uma enorme admiração pela sua craveira intelectual e académica, pela sua seriedade e pela forma franca e combativa como sempre encarou os problemas do dia a dia”. 

Pizarro diz ainda que está ao lado de Azeredo Lopes, “pela forma corajosa e digna como enfrentou as difíceis questões do Colégio Militar e os infelizes acontecimentos ocorridos no curso de Comandos. Também o modo como tem vindo a gerir a participação das Forças Armadas portuguesas em missões internacionais é testemunho da integridade do seu carácter. Estou absolutamente solidário com ele no assunto do furto do material de guerra em Tancos, explorado de forma vil por uma oposição despida de ideias e de princípios”.

Azeredo Lopes, acrescentou ainda, na sua declaração de apoio, que não tem que fazer comparações com o passado e que “para apoiar Manuel Pizarro, não tenho de dizer mal de Rui Moreira”.

Descomplicador:

Azeredo Lopes declarou o seu apoio à candidatura autárquica de Manuel Pizarro, apesar de ter sido chefe de gabinete de Rui Moreira. O actual Ministro da Defesa disse não ser “um cata-vento politico” e foi alvo dos maiores elogios por parte do candidato socialista.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *