Líder do governo catalão considera que detê-lo “não seria boa ideia”

O líder do governo catalão, Carlos Puigdemont, diz estar preparado para ser detido devido à realização do referendo pela independência da Catalunhas, mas considera que tal atitude por parte do executivo de Rajoy, “não seria boa ideia”.

“Não acredito que seria uma boa ideia”, disse o líder da Generalitat, o governo da Catalunha, acrescentando no entanto que, “se tiver de acontecer, vamos fazer frente a qualquer decisão” e alegando que não está a cometer “nenhum crime”.

A pergunta foi feita num programa televisivo espanhol e surge na sequência da detenção de alguns membros da sua administração. Ainda assim, Puigdemont considera não estar a obedecer. “Estou a obedecer ao Parlamento da Catalunha”, diz o líder do executivo regional.

Na semana passada, o Procurador-Geral espanhol disse estar convencido de que “Puigdemont está a incorrer em delitos de desobediência, gestão danosa e prevaricação”, mas garantiu também que é necessário “actuar com prudência”.

Descomplicador:

O líder do governo regional da Catalunha, Carlos Puigdemont, diz estar preparado para ser detido no âmbito do referendo pela independência da Catalunha, mas considera que tal atitude “não seria uma boa ideia”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *