Catalunha vive horas de apreensão

A região da Catalunha vive horas de apreensão enquanto aguarda o discurso de Carlos Puigdemont na Generalitat, o parlamento regional. A intervenção está agendada para as 17h (hora de Lisboa) e todos querem saber se o líder regional vai mesmo declarar a independência da região, face aos resultados do referendo.

 

A intervenção está agendada para as 18h locais e decorre depois de uma reunião do governo regional da Catalunha, que terminou há momentos. Carlos Puigdemont dirige-se agora para o Parlamento, que rodeado de fortes medidas de segurança, aguarda pela sua intervenção.

Entretanto, fontes governamentais, adiantaram ao jornal El Pais que Mariano Rajoy dará, no caso da independência ser declarada, um prazo de 24h a 48h para que a região volte atrás na decisão, antes de tomar qualquer outra medida.

Nas últimas horas várias foram as figuras que vieram apelar ao diálogo, entre eles vários membros do governo central espanhol, mas também Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, que pediu a Puigdemont que “não anuncie a decisão que iria tornar o diálogo impossível”.

Descomplicador:

A região da Catalunha vive horas de apreensão com a expectativa sobre a declaração de Carlos Puigdemont sobre a independência, ou não, da região. Várias figuras têm apelado ao bom senso e ao diálogo entre as partes.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *