Banca catalã ameaça não reconhecer governo independentista

A banca catalã prepara-se para não reconhecer oficialmente um governo independente da região, caso a intenção de Carlos Puigdemont avance a 100%. A Generalitat não será assim reconhecida pela banca como o órgão executivo da região, com os bancos a responderem apenas a Madrid.

 

O Banco Sabadell e a Fundacion la Caixa concordam nesta matéria e avisaram já o líder do governo regional da Catalunha e líder do movimento independentista. Os bancos vão assim responder apenas às instruções do governo central, sediado em Madrid, não cumprindo as disposições do governo catalão.

“Estamos de acordo, tantos os [bancos] de origem catalã como os não o são, em que, passe o que se passar, não reconheceremos outra legalidade que não a espanhola e, por exemplo, continuaremos a praticar retenções fiscais em benefício da Agência Tributária estatal e não a catalã”, diz um dos banqueiros ao jornal El Mundo.

A questão económica tem sido um dos principais factores de pressão às intenções de Puigdemont, com várias empresas a terem alterado já a sua sede fiscal para fora da região da Catalunha, a que se juntam agora os responsáveis bancários.

Descomplicador:

Vários bancos da Catalunha vieram já avisar o líder regional, Carlos Puigdemont, que não cumprirão as indicações de um executivo independentista e responderão apenas ao governo central espanhol, sediado em Madrid.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *