Direita “obriga” Parlamento a manter debate com António Costa

O PSD e o CDS discordaram do PS, do PCP, do Bloco de Esquerda e dos Verdes na conferência de lideres que definiu a agenda final desta semana. A esquerda pretendia cancelar o debate quinzenal com António Costa, mas a direita obrigou a que o debate se mantivesse na Quarta-Feira, por forma a poder questionar o Primeiro-Ministro sobre os últimos acontecimentos.

“O nosso entendimento foi que a questão essencial [debate quinzenal com o primeiro-ministro], em que haverá contraditório e será possível confrontar o PM com perguntas e o que é o momento político, para o CDS era muito importante que se mantivesse”, disse Telmo Correia, deputado do CDS, no final da conferência de líderes. O PSD optou por deixar os esclarecimentos para o líder do Parlamento, Ferro Rodrigues.

Já da parte da esquerda, o líder parlamentar do PS, Carlos César, disse que era “razoável e adequado que o Parlamento desse um sinal ao país do seu respeito pelo período de recolhimento que vivemos e adaptasse o seu funcionamento à contenção que se exige”, mas que assim sendo, “a Assembleia funcionará como se nada se tivesse passado”.

Já a deputada dos Verdes, Heloísa Apolónia, esclareceu que o objectivo da sua bancada era substituir o debate quinzenal por uma sessão evocativa das vítimas da tragédia dos últimos dias. Já António Filipa, do PCP, foi o primeiro a dar conta do resultado da reunião, ao dizer que “lamentavelmente, o PSD e o CDS opuseram-se a que houvesse qualquer alteração na agenda. Tudo se manterá como se o país não estivesse em luto nacional”.

Descomplicador:

O PSD e o CDS foram contra o cancelamento do debate quinzenal com António Costa agendado para Quarta-Feira, ao contrário da opinião do PS, Bloco, PCP e Verdes, que pretendiam alterar a agenda devido ao luto nacional.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *