Novo Banco oficialmente vendido ao fundo Lone Star

O Novo Banco foi hoje oficialmente vendido ao fundo Lone Star para alívio do Banco de Portugal. Três anos depois da separação do banco bom e do banco mau do BES, o Novo Banco foi vendido ao fundo norte-americano Lone Star, que vai fazer injecções de capital na ordem dos mil milhões de euros até ao final do ano.

O fundo norte-americano fica com 75% do antigo Banco Espírito Santo, enquanto o Fundo de Resolução fica com os restantes 25%. O fundo responsável pela compra injectou no imediato 750 milhões de euros e até ao final do ano vai injectar mais 250 milhões,

Donald Quintin, director-geral do fundo, considera que o Novo Banco é “hoje uma instituição sólida e bem capitalizada, posicionada para apoiar os seus clientes a ajudá-los a atingirem os seus objectivos”, pretendendo “continuar a parceria com as autoridades portuguesas, o Banco Central Europeu e a Comissão Europeia no sentido de tornar o Novo Banco mais forte, mais estável, um pilar do sistema bancário português, focado no mercado doméstico, com o capital, recursos e a experiência necessários para promover o sucesso dos seus clientes e da economia portuguesa”.

Já o Banco de Portugal, considera que “com a conclusão desta operação cumprem-se integralmente as finalidades que presidiram à resolução do Banco Espírito Santo” e que esta venda “constitui um passo decisivo no reforço da estabilização do sector bancário nacional”.

Descomplicador:

O Banco de Portugal e o Fundo de Resolução selaram hoje a venda do Novo Banco ao fundo norte-americano Lone Star, que vai injectar 750 milhões de euros no imediato e outros 250 milhões até ao final do ano, para ficar com 75% do antigo Banco Espírito Santo.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *