Tribunal de Contas acusa saúde de falsear listas de espera

Uma auditoria do Tribunal de Contas detectou que são adoptados procedimentos com vista à “diminuição artificial das listas e dos tempos de espera”, segundo avança o jornal Expresso. Estes procedimentos verificam-se em consultas e em intervenções cirúrgicas, sendo registadas já na área oncológica.

Os juízes acusam a Administração Central dos Sistemas de Saúde de “validação e limpeza das listas de espera para primeiras consultas de especialidade hospitalar (…) incluíram a eliminação administrativa de pedidos com elevada antiguidade, falseando os indicadores de desempenho reportados”, apontando uma “degradação do acesso dos utentes a consultas da especialidade hospitalar e à cirurgia programada”.

Segundo os dados do Tribunal de Contas, o tempo médio de espera passou de 115 para 121 dias e mais 25 mil doentes aguardam operações, em média com mais 11 dias de demora. A auditoria revela que foram dadas “instruções às unidades hospitalares no sentido de serem recusados administrativamente pedidos de consulta com tempos de espera muito elevados e ser promovida uma nova inscrição inicial”, falseando assim os tempos de espera.

A par deste atraso generalizado, verificou-se também nos últimos tempos um atraso na área oncológica, com 8621 doentes, “quase 20%”, a terem sido operados para além do tempo que seria recomendável, revela a mesma auditoria.

Descomplicador:

Em auditoria realizada pelo Tribunal de Contas, verificou-se que a Administração Central dos Sistemas de Saúde implementou procedimentos administrativos com vista a reduzir os tempos de espera de consultas e intervenções cirúrgicas de forma artificial.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *