Puigdemont entregou-se numa esquadra belga

O presidente destituído do Governo Regional da Catalunha, Carlos Puigdemont, entregou-se voluntariamente numa esquadra das autoridades belgas, segundo informou o jornal El País.

Carlos Puigdemont e os restantes quatro ministros que também estavam na Bélgica, entregaram-se voluntariamente numa esquadra da Rua Royal, acompanhados pelos seus advogados, segundo avança a publicação espanhola. Entretanto os cinco protagonistas foram transferidos para a Procuradoria Geral, em Bruxelas.

Entretanto o jornal La Vanguardia avança que os responsáveis foram já ouvidos pelo juiz belga, que terá que tomar uma decisão até à manhã de Segunda-Feira e que poderá decidir entre uma de quatro opções: recusar o mandado, libertando-os; detê-los para dar seguimento ao processo que levará à sua entrega às autoridades espanholas; libertá-los condicionalmente ou colocar uma fiança a ser paga em troca da libertação.

Caso a decisão do juiz seja entregar os cinco políticos às autoridades espanholas, essa entrega poderá acontecer já durante a próxima semana. Já caso Carlos Puigdemont e os restantes quatro ministros recorram da decisão inicial, o prazo poderá alargar-se até 90 dias (para casos excepcionais).

Descomplicador:

Carlos Puigdemont e outros quatro ministros entregaram-se voluntariamente às autoridades belgas, acompanhados dos seus advogados e terão sido já ouvidos pela Procuradoria-Geral, em Bruxelas. A primeira decisão será conhecida amanhã de manhã.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *