Puigdemont em liberdade até instruções futuras

O líder deposto da Catalunha, Carlos Puigdemont, ficará em liberdade mas proibido de deixar a Bélgica, segundo avança a justiça belga numa primeira análise ao caso do líder do governo regional que foi destituído por Mariano Rajoy.

Carlos Puigdemont ficará a aguardar em liberdade uma decisão da justiça belga sobre o mandado de detenção europeu. Para já, a decisão inicial do juiz foi a de manter Puigdemont em liberdade. Os restantes quatro ministros que se entregaram voluntariamente às autoridades vão também aguardar em liberdade até à decisão final.

Francisco Homs, um líder catalão deposto também neste processo, escreveu na sua página do Twitter que “Bélgica não é Espanha… Hoje toda a independência judicial foi servida”, após ser conhecida a decisão inicial sobre o rumo dos cinco políticos catalães que estão na Bélgica.

Carlos Puigdemont está há vários dias em território belga, tendo dito que a sua visita a este país se deu para colocar o problema da Catalunha no centro das instâncias europeias. Dias depois, com a emissão de um mandado internacional, Puigdemont entregou-se voluntariamente numa esquadra policial belga.

Descomplicador:

Carlos Puigdemont ficará em liberdade mas proibido de deixar a Bélgica, é a decisão inicial da justiça de Bruxelas. O líder deposto da Catalunha aguarda agora uma decisão da justiça sobre o mandado internacional, depois de inicialmente não ter sido detido pelas autoridades belgas.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *