Extradição de Puigdemont decidida durante a campanha

A extradição de Carlos Puigdemont, presidente exonerado do governo regional da Catalunha, vai ser decidida em pleno período eleitoral, segundo o calendário judicial belga. Puigdemont já disse estar disposto a fazer campanha a partir de território belga.

Carlos Puigdemont será novamente presente a um juiz no dia 4 de Dezembro, com a decisão a ser conhecida entre oito a dez dias depois, o que coincide com o período de campanha, que vai de 5 a 14 de Dezembro. As eleições estão marcadas para dia 21 de Dezembro.

A procuradoria belga pediu na Sexta-Feira a extradição de Carlos Puigdemont bem como dos quatro elementos do executivo que o acompanharam na fuga para a Bélgica. As alegações da defesa serão então conhecidas no dia 4 de Dezembro.

“Foi tomada esta decisão para garantir que todas as partes envolvidas possam preparar e clarificar a sua posição em relação à execução do mandado de detenção europeu”, disse a procuradoria belga. Mariano Rajoy, Primeiro-Ministro espanhol disse já “confia no poder judicial e, acima de tudo, respeito e as suas decisões. Se começarmos a pôr isso em questão, acho que não estaremos no bom caminho”.

Descomplicador:

Carlos Puigdemont terá a alegação da sua defesa um dia antes do inicio da campanha na Catalunha, com a decisão sobre a extradição a ser conhecida durante o período de campanha.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *