Marcelo pede consensos sobre a eutanásia mas não divulga opinião

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, encerrou hoje o debate promovido pelo Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida e que durante os últimos meses percorreu vários locais. Marcelo pediu consensos mas reservou uma opinião para uma fase mais avançada do processo.

“O Presidente da República não pode nem deve condicionar a discussão, antes apelando à mais ampla discussão e participação dos cidadãos em geral e da sociedade civil”, disse Marcelo Rebelo de Sousa na sessão de encerramento do debate.

Para Marcelo Rebelo de Sousa, o presidente “deve reservar a sua intervenção para o momento em que, se e quando a questão for suscitada, tiver de se pronunciar ou sobre o processo de decisão ou sobre a substância da decisão de uma perspectiva jurídica ou de uma perspectiva ético”.

O Chefe de Estado considera que este é um “tema ingrato” de abordar e alertou ainda para a “insuficiente sensibilização da parte de todos os portugueses”, pedindo assim um debate aprofundado sobre esta matéria para que nada fique por esclarecer.

Descomplicador:

Marcelo Rebelo de Sousa encerrou hoje o debate sobre a eutanásia, que decorreu na Fundação Champalimmaud, resguardando no entanto a sua opinião para uma fase mais avançada do debate.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *