Ex-líder parlamentar do PSD defende referendo à Eutanásia

O ex-líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, defendeu, em conversa com a Rádio Renascença, a realização de um referendo sobre a eutanásia, entendendo que a única forma de garantir um debate participado por toda a população portuguesa.

Luís Montenegro entende que este tema “não é assunto que marque o voto dos eleitores quando elegem os deputados”, defendendo que só um referendo pode funcionar como a auscultação correcta para o eleitorado, e acreditando que esta é a melhor forma de dar seguimento ao pedido de Marcelo Rebelo de Sousa, que pretende um debate amplo e esclarecedor em toda a sociedade.

“Não sei se é essa a intenção do senhor Presidente da República, mas sei que a intenção de aprofundar o debate não se cumprirá se não for por esta via (do referendo)”, disse Luís Montenegro aos microfones da Renascença.

O antigo líder parlamentar dos sociais-democratas, que foi uma das figuras da liderança de Pedro Passos Coelho, desafiou ainda os candidatos ao PSD a revelarem a sua posição sobre este tema. “Não sei se o partido alguma vez tomará uma decisão ou se a deixa à consciência de cada um dos seus militantes e deputados a sua opção, mas há uma questão política que é anterior a essa, que é a de saber se este assunto deve ou não ser referendado (…)”, disse Montenegro.

Descomplicador:

O antigo líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, disse, em entrevista à Renascença, que a questão da eutanásia deve ser referendada, defendendo que esta é a única forma do tema ser amplamente debatido.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *