Centeno coloca redução da dívida como prioridade

Na primeira entrevista após ter sido eleito presidente do Eurogrupo, Mário Centeno colocou a redução da dívida como a prioridade para as finanças portuguesas. Centeno falou com o jornal Público, onde reagiu também à eleição para o grupo informal de ministros da Zona Euro.

“A redução da dívida é absolutamente fundamental”, diz o Ministro das Finanças, acrescentando que “a redução do peso da dívida no PIB” é uma condição essencial para as finanças portuguesas e que será essa a prioridade para o ano de 2018.

Mário Centeno saiu em defesa do trabalho já realizado pela sua equipa do Ministério das Finanças, ao dizer que “o nosso problema ainda era muito um problema financeiro quando este Governo tomou posse” e que “os portugueses ainda não perceberam a transcendência do que aconteceu e o que tinha de ser feito”.

Para Mário Centeno o acordo com a Comissão Europeia para a reestruturação da Caixa Geral Depósitos foi o ponto de viragem na relação entre o executivo português e a União Europeia. Centeno descansa ainda os mais cépticos com a sua eleição ao garantir que “a execução do Orçamento de 2018 e a preparação do próximo estão asseguradas, como temos feito até aqui. Não haverá nenhuma alteração na orgânica da equipa ministerial das Finanças”.

Descomplicador:

Mário Centeno, na primeira entrevista pós-eleição para o Eurogrupo, disse ao jornal Público que “a execução do Orçamento de 2018 e a preparação do próximo estão asseguradas, como temos feito até aqui”, descansando assim os mais cépticos.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *