Alegre e Assis “unidos” na necessidade de resposta ao Bloco

O histórico militante socialista Manuel Alegre e o eurodeputado Francisco Assis estão “unidos” na necessidade de resposta do PS aos ataques do Bloco de Esquerda por causa do Orçamento do Estado para 2018. Apesar de “facções” diferentes dentro do PS, concordam neste assunto em especifico.

Em declarações do Diário de Noticias, tanto Francisco Assis como Manuel Alegre defendem que o Partido Socialista deve dar resposta às criticas do Bloco de Esquerda sobre a taxa das renováveis. Apesar de Alegre ser um acérrimo defensor da “geringonça”, neste tema, está ao lado de alguém que sempre manifestou reservas, como Francisco Assis.

“Sou defensor da geringonça. Mas não é aceitável ter uma situação em que há dois partidos que passam a vida a dar lições de moral a um outro, que as recebe, calado”, disse Manuel Alegre, em reacção à entrevista de Catarina Martins ao jornal Expresso.

Já Francisco Assis, diz que a declaração da coordenadora do Bloco é “absolutamente lamentável” e que põe “em causa a honradez do PS”, acrescentando ainda que “nunca vi Assunção Cristas fazer acusações tão fortes e no entanto a essas o Primeiro-Ministro respondeu”.

Descomplicador:

Manuel Alegre e Francisco Assis, em pólos opostos dentro do Partido Socialista, concordam que o PS tem que dar resposta à entrevista de Catarina Martins ao jornal Expresso.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *