Incêndios, afectos e florestas dominam votação para a Palavra do Ano

Duas semanas após o início da votação, o vocábulo “incêndios” lidera a corrida para a eleição da Palavra do Ano 2017, uma iniciativa da Porto Editora, com “afeto” e “floresta” a completar o pódio das preferências dos portugueses. A lista fica completa com as palavras “vencedor”, “crescimento”, “desertificação”, “gentrificação”, “cativação”, “peregrino” e, por fim, “independentista”.

A votação está a decorrer em www.palavradoano.pt desde o primeiro dia de Dezembro e estará aberta até ao último segundo do ano. Até ao momento, cerca de dez mil portugueses já votaram na sua preferida.

Esta é uma iniciativa que a Porto Editora organiza desde 2009, com a contribuição do público português que, desde então, elegeu vocábulos como “esmiuçar” (2009), “vuvuzela” (2010), “austeridade” (2011), “entroikado” (2012), “bombeiro” (2013), “corrupção” (2014), “refugiado” (2015) e “geringonça” (2016).

Este ano, os maiores acontecimentos da sociedade e também da vida politica dominam a votação, com as catástrofes de Pedrogão Grande, Castanheira de Pera, entre outros a liderarem esta “corrida”.

A 4 de Janeiro de 2018 será conhecida a grande vencedora da edição de 2017, numa cerimónia na Biblioteca Municipal Ary dos Santos, em Loures.

Descomplicador:

“Incêndios”, “afecto” e “floresta” lideram o top3 da votação lançada pela Porto Editora para escolher a Palavra do Ano de 2017. Esta iniciativa, que decorre desde 2009, escolheu já palavras como “austeridade” (2011), “entroikado” (2012), “bombeiro” (2013), “corrupção” (2014), estando intimamente ligada aos maiores acontecimentos do ano.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *