Estados Unidos da América cortam orçamento da ONU em 240 milhões

Os Estados Unidos da América anunciaram um corte do orçamento para a Organização das Nações Unidas na ordem dos 240 milhões de dólares, uma semana depois de a decisão da mudança da embaixada americana para Jerusalém ter sido condenada pela Assembleia Geral deste órgão.

“Não vamos mais deixar que se tome partido da generosidade do povo americano”, disse Nikki Halley sobre o corte orçamental dos Estados Unidos à ONU, criticando a “ineficiência” e o “excesso de gastos” da organização liderada por António Guterres.

Este corte surge poucos dias depois da Assembleia Geral da ONU ter condenado a mudança da embaixada norte-americana em Israel para Jerusalém, com muito poucos países a estarem ao lado dos Estados Unidos da América nesta decisão.

A ONU ainda não reagiu a este corte orçamental, dizendo através do seu porta-voz que está “a estudar o impacto dos números do orçamento recentemente adoptados”. Nikki Halley disse na altura que os Estados Unidos iriam “lembrar-se disto quando formos chamados de novo a fazer a maior contribuição mundial para a ONU”.

Descomplicador:

Os Estados Unidos da América cortaram o orçamento para as Nações Unidas em cerca de 240 milhões de dólares, pouco tempo depois da decisão de mudar a embaixada em Israel para Jerusalém ter sido fortemente condenada na Assembleia Geral da ONU.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *