Grécia denuncia hiprocisia de países europeus

A Grécia, através do Ministro para a Imigração, denunciou a falta de disponibilidade de acolhimento de vários países europeus para receberem refugiados menores sem acompanhamento dos pais. Os gregos avançam que vários destes menores estão agora em campos de refugiados.

“Em Moria, temos problemas com os refugiados menores não acompanhados. Pedimos à Europa que acolhesse alguns, mas não aconteceu”, lamentou Yannis Mouzalas, ministro com a pasta da imigração, em entrevista a uma agência noticiosa grega.

Segundo dados do governo grego, existem no campo de Moria cerca de 250 crianças menores sem acompanhamento dos pais, existindo ainda outros 68, mas acompanhados por familiares. Este é um campo de refugiados fortemente criticado pela falta de condições.

Yannis Mouzalas disse ainda que “é preciso que a Europa acabe com a sua hipocrisia (…). É fácil desempenhar o papel do acusador (…). O que é difícil é lidar com refugiados e migrantes sem entrar em conflito com os interesses das sociedades locais e é o que temos feito”, lamentando a falta de apoio dos restantes países da Europa.

Descomplicador:

O ministro com a pasta de imigração na Grécia lamentou a hipocrisia dos países europeus, por não terem disponibilidade para acolherem menores sem o acompanhamento de familiares. No campo de Moria existem mais de 250 crianças sem familiares.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *