“Incêndios” eleita a Palavra do Ano

A palavra “incêndios” venceu a votação da Porto Editora para Palavra do Ano de 2017, relegando para os lugares seguintes “afrecto” e “floresta”, embora esta última esteja também relacionada com o tema da palavra vencedora.

O vocábulo vencedor arrecadou 37% dos votos dos cibernautas, seguindo-se as palavras “afeto” (20%) e “floresta” (14%). Já “vencedor” conquistou apenas 8% da votação e a palavra “crescimento” arrecadou 5%, tal como “cativação”. A lista de candidatas fica completa com “desertificação” (4%), “gentrificação” (3%), “peregrino” (3%) e, por fim, “independentista” com apenas 1% dos 30 mil votos registados durante todo o mês de Dezembro.

A palavra “incêndios” integrou a lista das 10 candidatas a Palavra do Ano tendo em conta os sucessivos incêndios em todo o país que fizeram de 2017 um dos anos mais trágicos de sempre, pela enorme quantidade de vítimas e pela dimensão da área atingida. Nesta votação, os portugueses não deixaram de assinalar o impacto que a palavra teve no último ano.

Assim, “incêndios” sucede como Palavra do Ano a “geringonça” (2016), “refugiado” (2015), “corrupção” (2014), “bombeiro” (2013), “entroikado” (2012), “austeridade” (2011), “vuvuzela” (2010) e “esmiuçar” (2009).

Descomplicador:

“Incêndios” é a Palavra do Ano, eleita pela Porto Editora, após votação online e que espelha assim a importância dos acontecimentos trágicos do Verão e de Outubro. “Floresta”, que está relacionada com o tema, conquistou o 3º lugar.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *