Farage começa a defender segundo referendo para o Brexit

Nigel Farage, antigo líder do UKIP, começa a defender publicamente um segundo referendo sobre o Brexit, ao contrário do que dizia inicialmente, em que recusava a repetição do sufrágio. Farage está confiante num resultado mais alargado para os apoiantes do Brexit.

 

“Todos esses Cleggs, esses Blairdeixariam de criticar”, disse Nigel Farage em entrevista ao Channel 5, onde defendeu um novo referendo ao acreditar que a percentagem de pessoas favoráveis à saída do Reino Unido da União Europeia seria maior, reforçando assim a vontade do Reino Unido.

O antigo líder do UKIP considera mesmo que “se tivéssemos um segundo referendo, mataríamos este tema por uma geração”, acreditando que “a percentagem que iria votar, na próxima vez, pela saída, seria ainda maior do que foi no último referendo” e que isso levaria ao fim de “toda esta discussão e Blair poderia, então, desaparecer para a escuridão”, acrescentou Farage.

Esta é a primeira vez que Nigel Farage defende publicamente um novo referendo, depois de inicialmente recusar a realização de um novo sufrágio até os resultados serem os “pretendidos por algum establishment”.

Descomplicador:

Nigel Farage, uma das caras da saída do Reino Unido da União Europeia, defendeu pela primeira vez a realização de um novo referendo sobre o Brexit, acreditando que “se tivéssemos um segundo referendo, mataríamos este tema por uma geração”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *