Filipe Lobo D’Ávila não apresenta moção no próximo congresso do CDS

O deputado do CDS e antigo porta-voz do partido, Filipe Lobo D’Ávila, anunciou já que não vai apresentar uma moção global de estratégia no próximo Congresso do CDS, tal como fez há dois anos atrás na primeira eleição de Assunção Cristas.

 

“A mesma liberdade que me fez ser o primeiro subscritor da Moção Juntos pelo Futuro é a mesma liberdade que me faz não apresentar qualquer moção ao próximo Congresso do CDS”, explicou o deputado centrista na sua página do Facebook, acrescentando ainda que “são diversas as razões políticas e as razões profissionais que, a seu tempo, se for o caso, não deixarei de dar conta”, para não apresentar uma moção no próximo conclave.

Filipe Lobo D’Ávila disse ainda ao jornal Público que o texto de há dois anos continua “perfeitamente válido”, num texto que “tinha mais de 200 propostas e muito poucas foram aproveitadas pela direcção”, diz o deputado do CDS, eleito por Lisboa.

O também ex-Secretário de Estado da Administração Interna esclarece ainda que vai marcar presença no Congresso do CDS, nos dias 10 e 11 de Março, em Lamego, não avançando ainda se vai apresentar uma lista ao Conselho Nacional.

Descomplicador:

Filipe Lobo D’Ávila, deputado do CDS e ex-porta-voz do partido, avançou já que não vai apresentar uma moção global de estratégia no próximo Congresso do CDS, tal como fez há dois anos atrás. A hipótese de apresentar uma lista ao Conselho Nacional ainda está em aberto.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *