José Eduardo Martins disponível para a Câmara de Lisboa

José Eduardo Martins foi uma das vozes criticas de Pedro Passos Coelho mas “vestiu a camisola” nas eleições autárquicas de 2017 ao aceitar o repto para coordenar o programa eleitoral do PSD, numa candidatura liderada por Teresa Leal Coelho. Ontem, em entrevista ao Expresso, o advogado mostrou-se disponível para encabeçar uma candidatura à autarquia da capital.

“Se o PSD tiver um dia umas [eleições] primárias sobre esse assunto eu estarei lá para os militantes me avaliem”, disse José Eduardo Martins ao podcast Comissão Política, do semanário Expresso, criticando ainda a “cidade de um liberalismo selvagem, planeada por privados em que ninguém da classe média conseguir viver e manter os seus filhos” em que Lisboa se transformou.

O advogado, afastado de cargos politicos de grande destaque, tem mantido particular atenção sobre o concelho de Lisboa, estando assim disponível para entrar na corrida às eleições autárquicas de 2021, um dossier que, embora faltando quatro anos, começa a ser posto na mesa devido à necessidade de recuperar da estrondosa derrota de 2017.

José Eduardo Martins acabou por não intervir no Congresso do PSD, onde estava apenas como observador, mas ia abordar sobretudo o tema das eleições autárquicas na capital. Ao Expresso, o militante social-democrata diz que o PSD não pode ter resultados como os registados nas autárquicas de 2017, por não serem “sobretudo resultados de um partido que sempre liderou a direita por estar presente em rede em todos os concelhos do país, por ser na origem um partido autárquico”.

Ainda assim, o advogado ressalva que “não se pode ir pedir nem ao Fernando Negrão, nem ao Fernando Seara nem a Teresa Leal Coelho que a seis meses de eleições ganhem a câmara de Lisboa”, bem como “nem se pode pedir a um senhor [Álvaro Almeida], por muito estimável que ele seja e muito capaz, que a seis meses, ninguém o conhecendo, prepare e apresente um trabalho à cidade do Porto para ganhar a cidade do Porto”, alertando para a antecedência com que é preciso preparar o próximo desafio autárquico.

Descomplicador:

José Eduardo Martins disse em entrevista ao Expresso estar disponível para uma candidatura autárquica a Lisboa, alertando o PSD para a necessidade de preparar com antecendência o próximo combate autárquico, em especial em Lisboa e no Porto.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *