Ministro da Agricultura “sem saquinhos de dinheiro” para dar aos agricultores

O Ministro da Agricultura, Capoulas Santos, reagiu aos apelos dos agricultores sobre programas de financiamento, respondendo que existem já vários programas em execução mas que “não existem saquinhos de dinheiro” para dar.

 

“As medidas têm de ser dirigidas para aqueles que efectivamente estão em dificuldades e não de uma forma geral e avulsa, como se o país tivesse um conjunto de recursos inesgotável”, disse o Ministro da Agricultura aos microfones da TSF, acrescentando que “o ministério não atribui um saquinho de dinheiro a cada pessoa”.

Capoulas Santos diz ainda que existem “mais de 1600 projectos aprovados aguardam que os agricultores apresentem os comprovativos de despesa para serem ressarcidos”, em resposta aos apelos da Confederação de Agricultores de Portugal e da Confederação Nacional de Agricultura.

As associações do sector reclamam um Plano Nacional de Emergência, mas o Ministério da Agricultura diz que foram já aplicados mais de 15 milhões de euros para o armazenamento de águas, mas que foram apresentados comprovativos de despesas apenas no valor de 1 milhão de euros.

Descomplicador:

O Ministro da Agricultura, Capoulas Santos, respondeu às associações do sector ao dizer que “as medidas têm de ser dirigidas para aqueles que efectivamente estão em dificuldades e não de uma forma geral e avulsa, como se o país tivesse um conjunto de recursos inesgotável”, e que, “o ministério não atribui um saquinho de dinheiro a cada pessoa”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *