Eleições em Itália: Movimento 5 Estrelas vence. “Blocos” políticos já fazem contas

O Movimento 5 Estrelas venceu as eleições italianas, segundo todas as projecções, mas sem a maioria necessária para governar, o que levou com que os diversos blocos políticos italianos estejam já agarrados à calculadora, na tentativa de encontrar a solução governativa mais estável. Renzi e Berlusconi ficaram abaixo das expectativas.

Todas as projecções apontam para cenários de ingovernabilidade, com os observadores a indicarem que podem ser necessárias várias semanas até surgir uma solução de governo com o mínimo de estabilidade. O bloco do centro-direita, onde pontua Silvio Berlusconi pode ser um dos favoritos a criar condições para formar governo.

Este é o primeiro acto eleitoral pós-lei Rosatellum, que dificulta a existência de maiorias absolutas e privilegia a formação de coligações partidárias. Para já os cenários de coligação estão a ser feitos mediante as sondagens trazidas a público por vários meios de comunicação, mas só durante o dia de Segunda-feira serão conhecidos os primeiros números que vão permitir começar a fazer contas.

O bloco politico do centro-esquerda, que governou nos últimos anos, tem estado em queda e não deverá ter condições para formar executivo, enquanto o Movimento 5 Estrelas, mesmo vencendo, não terá a maioria suficiente, que estará ao alcance do centro-direita.

O dia eleitoral não decorreu de forma muito tranquila, devido ao novo sistema eleitoral, que gerou várias filas. Este novo sistema, anti-fraude, foi apontado como a causa dos atrasos. A par disso, o dia ficou também marcado pelo protesto aquando da votação de Silvio Berlusconi, com um activista semi-nua no local da votação.

Descomplicador:

O Movimento 5 Estrelas, o partido anti-sistema, é apontado como o vencedor das eleições, mas sem condições de governação. O bloco de centro-direita, onde está Berlusconi, parece ser o mais capaz de formar uma coligação para governar.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *