Marine Le Pen reeleita e com intenção de mudar o nome do partido

A filha de Jean-Marie Le Pen, Marine Le Pen, que nas últimas eleições presidenciais francesas disputou a segunda volta com Emanuel Macron, foi reeleita líder da Frente Nacional e tem como uma das principais mudanças a mudança de nome do partido.

Os resultados foram conhecidos no congresso que terminou no Domingo, e que contou com a presença de Stephen Bannon, ex-conselheiro de Donald Trump, com Marine Le Pen a conquistar 100% dos votos registados neste acto eleitoral interno.

Depois de ter falhado a eleição para o Eliseu, Marine Le Pen que agora transformar a Frente Nacional num partido de governo, com o mote: “implantar-se, aliar-se, governar”. Em cima da mesa está assim a mudança de nome, que vai definir esse rumo, com a designação “Reagrupamento Nacional” a colher mais simpatias.

Marine Le Pen tem agora a pressão das eleições europeias em 2019, isto porque, depois de ter estado vários anos sem oposição interna, Le Pen vê agora surgir uma linha opositora dentro do partido, depois da derrota na segunda volta das eleições francesas.

Descomplicador:

Marine Le Pen venceu as eleições para a Frente Nacional com 100% dos votos e quer transformar o partido num partido de governo, estando já a preparar uma mudança de nome e de estratégia, tendo as europeias 2019 como primeiro objectivo.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *