Alunos de Coimbra protestam na Quarta-feira

Os alunos da academia de Coimbra vão manifestar-se contra as medidas do governo no Ensino Superior, na próxima Quarta-feira, 21 de Março. A Associação Académica de Coimbra, promotora do protesto, reclama contra as “propinas camufladas”.

“Já reunimos com toda a gente, mais do que uma vez: com o ministro, com o secretário de Estado, com os responsáveis da Direção-Geral do Ensino Superior. Ninguém fez nada”, lamenta Alexandre Amado, presidente da Académica de Coimbra, ao Diário de Noticias.

Os estudantes criticam os valores elevados de taxas e emolumentos cobrados, que em 2016 renderam à Universidade de Coimbra mais de 1,7 milhões de euros. Estas taxas não são reguladas a nível nacional, pelo que não é possível quantificar o valor global, mas Alexandre Amado diz que “está em causa um assalto às escuras aos estudantes e às suas famílias, sob a forma de propina camuflada, na ordem das dezenas de milhões de euros anuais. Cabe ao governo tomar rapidamente uma decisão justa”, pede o dirigente académico.

O protesto está marcado para as 17h de Quarta-feira, dia 21 de Março, com o mote “Basta” e o ponto de encontro será a mítica Porta Férrea da Universidade de Coimbra, onde são esperadas largas dezenas de estudantes.

Descomplicador:

A Associação Académica de Coimbra marcou um protesto para Quarta-feira, 21 de Março, contra as taxas e emolumentos que consideram ser uma “propina camuflada”, pela falta de legislação sobre estas cobranças.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *