Câmaras aumentaram gasto em ano eleitoral

As Câmaras Municipais fecharam o ano de 2017 com contas piores do que em 2016, registando um aumento de gastos na ordem dos 610 milhões de euros, num ano que se destaca pela realização de eleições autárquicas.

Apesar do aumento de gastos em 610 milhões de euros, as autarquias acabaram o ano de 2017 com um excedente de 460 milhões de euros. Os números são avançados pelo relatório sobre a execução orçamental da administração local, compilado pelo Conselho de Finanças Públicas.

“O saldo global do conjunto dos municípios até dezembro de 2017 (460 milhões de euros) representa uma diminuição de 203 milhões de euros face a 2016, em sentido contrário à melhoria subjacente ao Orçamento do Estado para 2017 (OE2017). Para esta variação contribuiu um aumento da despesa (610 milhões de euros) superior ao da receita cobrada (408 milhões de euros)” ou seja, até mesmo o excedente acabou por registar uma queda.

Existem no entanto noticias positivas, a dívida total das autarquias diminui de 2016 para 2017. “A dívida total, excluindo as dívidas não orçamentais e as exceções legalmente previstas para efeitos do respetivo limite, diminuiu em cerca de 493 milhões de euros”, diz o relatório.

Também no pagamento a fornecedor, o prazo médio das autarquias diminuiu em dois dias, passando de 40 para 38 dias, melhorando assim ligeiramente face ao ano anterior.

Descomplicador:

As autarquias aumentaram os gastos em 610 milhões de euros no ano de 2017, ano de eleições autárquicas. Ainda assim, o balanço final é de excedente, apesar de ter também diminuído, mas onde o desempenho melhorou mesmo foi na gestão da dívida. Registou-se ainda um ligeiro decréscimo do prazo médio de pagamentos.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *