Contas de Twitter ajudaram Corbyn no Reino Unido

Milhares de contas falsas na rede social Twitter ajudaram o líder dos trabalhistas do Reino Unido, Jeremy Corbyn, durante o processo eleitoral britânico. Segundo o Sunday Times, foram milhares de contas russas a “trabalhar” contra o Partido Conservador e a favor de Corbyn.

Segundo uma investigação do jornal com a Universidade de Swansea, cerca de 6500 contas no Twitter começaram a atacar o Partido Conservador e a ajudar Jeremy Corbyn, nas semanas antes dos comícios de Junho de 2017, contribuindo assim para uma melhoria de resultados dos Trabalhistas.

O diário inglês explica ainda que estas contas podem “ser identificadas claramente como robots, conhecidos como ‘bots’, que se encobrem atrás de nomes femininos, em inglês, criados em massa para bombardear o público com mensagens políticas”.

Estas contas lançaram várias criticas a Theresa May e elogios a Jeremy Corbyn, tendo contribuído para a retirada da maioria absoluta aos Conservadores, que conquistaram 42%, frente aos 40% dos Trabalhistas. Um dos maiores fluxos de mensagens foram enviadas no dia de apresentação do programa eleitoral da actual líder britânica.

Descomplicador:

O líder dos Trabalhistas britânicos, Jeremy Corbyn, foi ajudado por milhares de contas do Twitter russas, que criticaram o programa de Theresa May e elogiaram o de Corbyn.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *