Rio vai pedir lista de maiores devedores da Caixa

O líder do Partido Social Democrata, Rui Rio, vai mesmo pedir a divulgação oficial da lista de maiores devedores da Caixa Geral Depósitos. O líder do PSD reforçou essa posição hoje, num almoço por ocasião da comemoração do Dia do Trabalhador.

“Os funcionários públicos podem passar mais um ano sem aumentos, mas têm o direito de saber quem são os principais devedores da CGD, que ficaram a dever milhões e milhões de euros, que dava para dar muitos aumentos à função pública”, disse Rui Rio em Castanheira de Pera, num almoço promovido pelos Trabalhadores Sociais Democratas.

Rui Rio defende um aumento da função pública, criticando a alocação de dinheiro para a banca. “Não estou a dizer que se deve desequilibrar o Orçamento, fazer loucuras ou eleitoralismo, mas há uma coisa que estou a dizer: temos todos o direito, e em particular os funcionários públicos, de saber quem são realmente os grandes devedores da CGD”, disse Rui Rio.

O líder dos sociais-democratas vai pedir à Assembleia da República a divulgação oficial da lista dos 50 maiores devedores da Caixa e acrescentou ainda que, “se agora vierem com subterfúgios do ponto de vista legal, dizendo que não o podem fazer porque a lei não o permite, então podem contar com o apoio do PSD para mudar a lei que não permite que os portugueses saibam quem é que deve tanto dinheiro ao banco público”.

Descomplicador:

Rui Rio garantiu hoje, num almoço dos Trabalhadores Sociais Democratas, que vai pedir a divulgação da lista dos maiores devedores da Caixa Geral Depósitos e que caso não se possa fazer por impedimento legal, o PSD está disponível para mudar a lei.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *